Amor de adolescente

22 Jun

Eu sou professora de ensino fundamental e médio. Lido com crianças de 10 até 22 anos (é). Uma das minhas alunas me chamou e me fez a seguinte pergunta:
-Qual o nome daquele menino loiro do 8º ano?
Respondi o que me lembrava. De verdade, não consegui decorar todos os nomes dos meus alunos, e são poucos (a cerca de 50. Comparando com outros professores, é pouquíssimo ). Ai o papo dela e de suas amigas, que tem mais ou menos 10 a 12 anos, era algo que para mim me soou familiar. Todo aquele encanto e planos para conhecer este menino, que é bem metido. Claro, não estraguei a conversa das meninas. Então elas começaram com toda uma empolgação infantil a me contar sobre a relação entre esta aluna e o “futuro” namorado. Uma menina, de 10 anos, me contou que ele deu em cima dela. Claro, perguntei o que aconteceu exatamente. Ela me respondeu com um sorriso ingênuo no rosto:
-Ele cantou gatinha assanhada olhando para ela e no recreio passou bem perto dela.
-Perto quanto? – perguntei.
-Perto tipo 1 cm.
Ao levar todos os alunos para a sala de aula, esta aluna pegou seu caderno e passou a escrever uma carta completamente inocente a este menino, que como disse, é bem metido. Nela ela se descrevia. “Possuo cabelos castanho e olhos castanhos…” dizia em um dos trechos. Ri sozinha. Reconheci-me. Tanto como amiga, tanto como “apaixonada”. O plano das suas amigas é entregar a carta a um amigo dele para ele não “desconfiar”. Colégio pequeno e turmas que são próximas, a maturidade já me mostra o que possivelmente vai vir acontecer.
Eu também tinha este sonho. Porque é um sonho. O cara bonito do colégio se apaixonar por mim por causa de uma carta. Ou todo aquele jogo de armar um encontro para que eu converse com ele. Aquela troca de olhares que nunca existiram. Aquele sentimento de conforto só de pensar no que pode vir acontecer e no que está acontecendo (que quase sempre era nada).
Aonde a gente perdeu isso tudo? Porque eu perdi. Já faz bastante tempo. É algo mais racional. Algo do tipo “fulaninho gosta de mim, curto a vibe dele, bora namorar.”. Não tem mais sonho e ilusão. Quer dizer, ilusão tem, mas porque você quer. Isto que acontece quando somos mais novas não é porque queremos. É porque tem que ser assim. Esta minha aluna vai sofrer. O menino não é desses que fica com outra porque ela tem uma beleza interior incrível, e sim porque ela é “gostosa”. O menino deve ter uns 14 anos. Ela vai chorar e se for esperta aprender um pouquinho para depois sofrer mais. Torço por ela, mas será que não é necessário sofrimento para amadurecimento?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: