Archive | August, 2013

As 10 melhores boy/girls bands (na minha humilde opinião)

31 Aug

Minha definição de girl/boy band é mais ou menos essa: Roupas parecidas ou iguais, um bem bonito, pelo menos um com uma boa voz, carisma, músicas grudentas, entre 3 a 5 integrantes (com exceções). Eu amo deste sempre, tenho as minhas favoritas e elas estão na lista aqui em baixo. Prepare para o amor eterno!

The wanted

De fato, todos são bem feinhos. Mas desta nova leva de boy bands, é a minha favorita. A música deles gruda e não sai. E para ser boy band, tem que fazer músicas grudentas. E eles sabem bem fazer isso.


Five (ou 5ive)


Sempre achei o nome desta boy band muito escrota. Eram 5 meninos bonitinhos, ai chamam de Five. Tipo uma banda de garotas vamos chamar de Girls. E em toda música eles tinham que ficar contando até 5. Para frizar bem o nome da banda. Tinham uma pegada mais hip-hop e eram britânicos. Só um era muito gato (Richie), os outros eram bem feinhos. E tinha um (J) que era a alegria para as nossas mães (porque certamente era um dos mais velhos e inha uma coisa meio – Ai se eu te pego não te largo). Eram rebeldes (estilo RBD).

S club 7

S club 7 era uma banda britânica ( porque inglês adora número no nome, né?) e tinham 7 integrantes (3 meninos e 4 meninas). 2 cantavam sempre e o resto só fazia composição. Não dançavam muito bem nem cantavam também. Era todo mundo bem mediano. Mas eu amava porque tinha um “reality show” na Nickelodeon que passava a história fake da banda e cara, eu adoro programas assim. Se “reuniram” recentemente mostrando como 10 anos fazem uma diferença enorme. Fez sucesso lá fora, aqui no Brasil não muito.

All Saints

Eram as Spice Girls versão Canadense. Apenas duas cantavam e as outras duas não faziam nada e me parecem bem iguais (nunca sei qual é a mulher do Liam Gallagher dessas duas). Mas curtia muito algumas músicas delas, mesmo que elas tentassem estragar algumas com suas covers sofríveis. Vocês conhecem Never Ever porque toca direto na JbFm. Posso dizer que é quase One Hit Wonder aqui no Brasil, porque elas não fizeram muito sucesso aqui.

Destiny´s Child

Destiny´s Child é uma das melhores girls band já feita na história só pelo simples fato que daí saiu a Beyonce. Elas eram tipo Spice Girls negras. Todas se vestiam iguaizinhas nos eventos e nos shows. Sempre faziam a linha “somos bff, nunca vamos nos separar”. Houve umas 3 trocas de integrantes e vocês nunca repararam. A única linda era a Beyonce e as outras ninguém sabe o nome. E suas músicas, gente… Poderia fazer uma lista só delas! Voltaram no Super bowl este ano e todo mundo sabe que o microfone das outras duas estava bem mais baixo que o da Beyonce.

Another level

Era uma boy band americana que de fato, ninguém era bonito, ninguém era carismático, mas eles eram MUITO bons. Suas músicas eram mais R´n´b do que pop e por isso gostava tanto deles. Eles eram bem diferentes. Só duraram um cd e a música que todo mundo conhece não é a melhor deles.

Blackstreet

Blackstreet (como diz o nome) era uma boy band negra e tocava direto na Joven Pan. Ninguém era bonito, ninguém era carismático mas dançavam e cantavam para caramba. Eram totalmente R´n´b.

TLC

Elas foram muito importantes nos anos 90. Tinham um link muito importante com o hip-hop e eram totalmente carismáticas. Todas tinham uma personalidade, usavam roupinhas iguais, dançavam e faziam a linha “somos bffs forever, bitch”. Não tinham um apelo adolescente, mas muita gente gostava delas. Infelizmente Lisa Lef eye Lopes morreu em 2001. Ela era a minha favorita 

Pussycat Dolls

Alguém se lembra da cara das outras além da Nicole? Mesmo fazendo a linha bffs e usando roupas iguais nas premiações, ninguém liga para as outras além da Nicole. Eram todas lindas, “cantavam” bem e eram carismáticas. Não tinham apelo nenhuns adolescentes (já que elas eram hot demais e acho que é a única banda que os meninos ficam animadinhos, se é que você me entende), mas todo mundo gostava. Era tipo guilty pleasure, sabe? Bom, elas acabaram.

Take That

Começaram nos anos 90, acabou quando Robbie Williams deu um pé na bunda, mas voltaram e é a sensação da Inglaterra (que ama uma boy band). Eram todos lindos, todos cantavam bem, mas na verdade só tinha um principal. E continua assim até hoje, depois de 20 anos do único sucesso deles aqui no Brasil.

Faixa bônus
Perceberam que não coloquei nesta lista BSB, ´N sync e Spice, né? Porque estas bandas não tem motivo. Elas são o que são amores do meu coração, na qual sempre amarei. Resolvi homenageá-los com gifs.



Advertisements

Para saber melhor sobre a cultura americana.

30 Aug

Nada melhor do que alguém que conheça para te explicar melhor, certo? Julia Jolie é uma menina que já está há um tempinho nos EUA estudando biomedicina lá. Ela é brasileira e resolveu fazer alguns vídeos explicando melhor a cultura americana. Seja comida, roupa, o que eles sabem da gente, como é estudar lá, qual a sua personalidade… Muito melhor que os filmes adolescentes de escola americana da seção da tarde que a Globo de vez enquanto passa. Recomendo ver todos (ou quase todos) os vídeos dela. E olha que legal, você pode sugerir pautas! Vai me dizer que não tem curiosidade para saber algumas coisas de lá melhor do que já sabe? Este é o vídeo mais recente dela, ela saiu nas ruas (americanas, né, gente) perguntando qual língua que os brasileiros falam. É melhor dá uma olhada, a resposta te surpreenderá!

Look do dia: Do I wanna know?

28 Aug

look12513
O Rio de Janeiro tem um jeito engraçado de inverno. Claro, tem vezes que está 13 graus, mas normalmente são 25. E carioca já se encobre dos pés a cabeça, com cachecol e tudo. É um problema para a gente, tão acostumados com o calor. Este look é bem urbano: Camisa quadriculada, Oxford, óculos, short e camisa da Madonna (do El cabriton, como adoro este site de camisas). Tem sim um acessório, um colar do Batman. Já dá para se inspirar aos montes neste inverno, não é?
Tem mais look lá no lookbook.

Fotografia by: Jennifer Jones e Juan castro
Modelo: Eu!

Miley Cyrus: o que eu acho.

27 Aug

Em 2000, num dia qualquer de setembro estava com a MTV ligada. No VMA daquele ano haveria apresentações do ´N sync e da Christina Aguilera, meus musos na época. Mas havia um show que me deixou com a TV ligada até 23 da noite sabendo que tinha aula no dia seguinte: O da Britney Spears.
Não sei se a magia do pop no começo dos anos 00 era melhor por eu ser mais nova ou porque os artistas eram bons, mas as apresentações dos cantores naquela época surtia uma curiosidade. Quer dizer, ontem no VMA a maior curiosidade era a apresentação do ´N sync, uma banda que nem existe mais e se você tem menos de 18 provavelmente não os conhece. Mas o VMA era O evento. Algo que era noticia e que realmente importava.
Pois bem, lá estava Britney, linda e virgem (na época), sentada numa cadeira. Totalmente vestida. Com um chapéu e um terno brilhante. No fundo Satisfaction, uma cover que Spears não sabia de quem era (sim, isso é verdade). No playback (normalmente não canta ao vivo), ela desce as escadas lentamente. À medida que a música aumenta seu ritmo, Britney começa a dançar. Normal. Até que ela tira a roupa.
-Ela tá pelada – Quem estava na minha casa logo começou a gritar. Na época não existia Twitter e tenho certeza que se houvesse todo mundo iria colocar em caps lock a surpresa. Na verdade, ela estava com uma roupa cor de pele. Logo depois ela canta Oops I did again, rebola e dança e ao acabar você pensa: “Sensacional”.

Britney era boa em fazer apresentações polêmicas. Quem não se lembra dela beijando a Madonna (de língua) na boca na sua apresentação de 2003? E quando ela apareceu com uma cobra em 2001? Vamos também se lembrar daquele desastre de 2007 quando, no auge da sua decadência, cantou Gimme More. Gorda, com um cabelo arrebentado, com uma cara de desconforto…
Estou citando a Britney porque ao ver Miley Cyrus no VMA deste ano ontem me lembrei dela. Para quem não viu, a apresentação da Miley Cyrus foi mais ou menos assim:

Ela saiu de um urso, com um pijama de urso, com dançarinos vestidos de urso. Sua língua constantemente era colocada para fora, num ato de mostrar como cresceu agora e virou mulher, e sua bunda era constantemente colocada para o alto. Depois disso tudo, ela tirou a roupinha de urso e ficou apenas com uma lingerie de látex com a cor de pele, bem apertada. Robin Thicke apareceu com aquela calça listrada que está na moda nas piriguetes aqui no Brasil. Se esfregou no pau dele, se esfregou em tudo quanto é canto, parecia uma gata no cio. Da pior forma possível. Enquanto tentou ser polêmica, os outros artistas olhavam com reprovação. E com um enorme constrangimento. Algo do tipo “Nunca será”.
Britney tinha aqueles problemas de gravadora, já que deste dos 9 anos as pessoas falavam bastante de como devia agir. Uma hora ela enlouqueceu. Foi internada, raspou a cabeça, engordou bastante, usava peruca, fez de tudo para que a justiça voltasse atrás para dar a guarda dos seus filhos novamente. Miley não sofreu nada disso. Tá, seu pai a colocou como Hannah Montana quando tinha mais ou menos a mesma idade. Mas ela não teve estes problemas que a Britney teve. O que eu quero dizer é: Miley está tentando ser alguém que provavelmente não é.
Sim, eu gosto de We can´t stop. Acho que é a melhor coisa que ela fez na carreira dela. Mas não me convence em ser livre e sexy. Ela não é sexy. Sensualidade tem a ver com você não saber que é. Ou saber e não ficar falando por ai. Algo do tipo “Oi, tudo bem, sou sexy para caralho”. Você ter ser gostosa não necessariamente significa usar roupa apertada. Quem é é até usando pijama (veja a Rihanna de calça jeans ontem e perceba que ela era a mulher mais sexy dali). Se você quer respeito, faça algo para ser respeitada. Você não precisa colocar vários negros no palco para parecer respeitada pelos pares.
Ela não é natural. Nunca foi. Sempre me pareceu uma menina mimada, que quer tudo agora. E se não tem, se esfrega no pau dos outros. Vamos lembrar que ela é noiva, né? Ou seja, todo este fogo no rabo que ela está mostrando não condiz nem um pouco com a verdade. Chego a duvidar que ela realmente fuma tanta maconha que diz fumar.
Posso estar errada. Mas posso não estar. De qualquer forma, esta é a minha opinião. Vamos lembrar o que a Miley fala na música que nem foi composto por ela, lembre que só Deus pode nos julgar!

Look do dia: Go play a videogame

23 Aug

IMG_6918-Editar-2
Um look para este dia quente… Uma camisa regata de uma cor clara (no caso, azul) e hot pants de Poá. Eu tenho uma dificuldade em usar sapato fechado no calor carioca, mas às vezes nos sacrificamos. Este tênis com a paleta de cores pastéis ficou muito bom. Reparou o que está na cabeça dela? Sim, a coroa de flores que a loja vende. Deu uma ideia de como fica no look? Como é pequeno não pesa tanto. Fica leve, fresco e divertido!
Inspiraram-se? Tem mais no lookbook da loja.

Fotografia by: Jennifer Jones e Juan castro
Modelo: Vivs Mendonça