Manual de como enlouquecer seu homem na cama para as virgens.

14 Aug

marcio-1
Quem é menina sabe como a Capricho (a revista) é machista. Das revistas femininas, acredito que a única que vale o pensamento é a TPM. As outras são moldadas. Se for adolescente, Capricho é para você. Se for jovem, Gloss. Se for adulta, Marie Claire e suas 50 maneiras de enlouquecer o homem na cama (porque se não estiver satisfeito, ele procura outra na rua).
Pois bem, assumo que eu lia a Capricho, mas com um objetivo bem aceitável: procurar nela matérias das minhas bandas favoritas (porque não tinha internet banda larga e eu tinha que guardar em algum lugar aquelas valiosas informações). Nunca achei que a opinião de como pegar homem da revista me valesse alguma coisa. Pois bem, eu sou anacrônica, a maioria das meninas são fiéis ao que este tipo de revista diz. E ai vamos para o motivo deste post.
Estamos em 2013, Britney Spears não é mais virgem e Radiohead já veio no Brasil e ainda tem gente que segrega qual menina serve para namorar e qual menina serve para ficar. Para mim, a diferença é o gostar e o momento. Se você gosta da menina e é seu momento de querer algo sério, ponto. É assim que acontece. Mas não. Não é o que as revistas querem que você pense.
Nesta coluna, meninos dizem o que acham de meninas. Por mais preconceituoso seja este próximo comentário, pura viadagem. Meninos falam com outros meninos o que acham de outras meninas e não para as meninas. Meninos dizem “gostosa para caralho” e foda-se. Não ficam se perguntando por que fulaninha não pode casar. Foda-se. Pelo menos, meus amigos são assim. Eles estão mais preocupados com o time deles do que com mulher. Principalmente se tem uma para chamar de sua. Mas prosseguimos. Um menino faz uma lista do que ele espera de uma menina para que esta seja sua namorada. É uma preocupação verdadeira para as meninas que estão esperando seu príncipe encantado. Para as meninas que só querem trepar, isso ai é a terceira coisa que realmente vale a preocupação. A primeira lista é assim:
A garota para namorar:
– É aquela que apoia o garoto sempre, que está sempre ao lado dele dando carinho e atenção. Ela nunca vai deixar o cara com quem ela está sozinho e ele, claro, faz isso também. Companheirismo é tudo!
(tipo sombra, né? Vai numa festa? Não deixa o conversar com ninguém PRINCIPALMENTE SE FOR MULHER. Alias amiga não pode ter. Vai que ele te trai. Você tem que ficar com ele para todo sempre, grudados, até sufocar. Tipo, quando você tem 13 anos. )
– Demonstra o tempo todo que gosta do garoto de verdade. (E o garoto? O garoto foda-se, né? Você faz a porra toda, deste álbum dos 2 até demonstraçõess de amor com músicas no face mas o fulaninho foda-se. Super feminista. É tipo enlouquecer seu homem na cama para as virgens)
– É madura o suficiente para enfrentar os desafios de um namoro. (Madura o suficiente para não ler esta porra)
– Tem atitude e opinião própria e não só concorda com tudo o que o cara fala. (Não concordar com tudo= concordar com quase tudo. Porque é assim, para você namorar você precisa se anular)
– É ciumenta, mas no limite. Ela não sufoca! (Ciumenta meu cu sujo. Esta parada de “adoro mulher ciumenta” é de homem inseguro que tem problema com a mãe. )
E logo depois de uma foto de um garoto muito parecido com o Felipe neto com seu dedo polegar apontado para cima, vem a outra parte do post:
A garota para ficar:
– É aquela que só quer curtir a noite e, assim que fica com um garoto, já sai fora para ficar com outro. Assim não dá, né!
(Não é? Tá querendo dar para todo mundo, isso é coisa de piranha. Que feio….)
– Ela não aceita o garoto como ele é e quer mudá-lo. Isso é bad, né?! (Eu acho isso completamente irritante, talvez a única coisa desta lista que vale a pena ser seguida)
– Ela não tem um papo legal e não conversa muito. (Sempre tive a dúvida do que significa ter um papo legal. Quer dizer, eu adoro conversar sobre música indie. Ai o cara que to ficando curte pagode. Ai o meu papo não é legal. Então para eu namorar com o carinha eu tenho que conversar sobre o que ELE gosta. Entende?)
– Ela é ciumenta ao extremo e controla o cara como se ele fosse um bichinho virtual. (Novamente, meu cu sujo. A menina não pode ser ciumenta, mas o menino pode. Ao ponto de não permitir a garota sair na rua de mini saia porque algum homem pode agarra-la….)

Novamente, o mesmo menino com os dedos polegares apontado para baixo. E com cara triste. Ai vem a parte mais sensacional deste post inteiro:
Ah, e se ela for vulgar demais, não rola nem pra ficar! Não estou falando da questão de roupa, pelo contrário: acho que quando a mulher tem corpão tem que usar roupa curta mesmo. Estou falando das atitudes!
Defina-me vulgar. “Não estou falando da questão de roupa, pelo contrário: acho que quando a mulher tem corpão tem que usar roupa curta mesmo”. Você, tão maduro, realmente não se importaria se sua namorada saísse de vestido bandage? Você, homem tão maduro, não acharia que ela vestida deste jeito na verdade tá afim de dar para todo mundo? O que seria uma atitude vulgar? Dar para todos seus amigos, mas não para você? Ficar com quanto quiser num final de semana, mas não te convidar para a orgia? E quando pede para a ficar com a menina e ela te responde com um não, você pode chama-la de piranha porque deu para seus amigos, mas por ela te achar feio ela não quer ficar com você?
De verdade, vulgar é meu saco, que nem existe. Infelizmente este é o pensamento da maioria do mundo inteiro e eu duvido que um dia isso mude. Mas não sou obrigada a ler este tipo de coisa. Alias, a Capricho não tava falindo?

Porque escrevi isso: basta clicar aqui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: